Como Funciona e Onde Fazer a Vistoria Veicular Para Transferência?

Entenda neste texto o que é, como funciona e onde deve ser feita a vistoria veicular para transferir o veículo. Saiba em qual ocasião ela é obrigatória, sua importância, o que é avaliado, quem realiza a vistoria, documentos necessários, laudo, validade e mais.

onde deve ser feita a vistoria veicular para transferência

Se você está pensando em comprar ou vender o seu veículo, podendo ser ele usado ou seminovo, saiba que para transferir a titularidade do mesmo terá então de passar pela vistoria veicular. Procedimento mais que normal previsto no CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Esse processo garante muito mais segurança ao comprador. Por isso é fundamental saber como funciona e onde fazer a vistoria veicular para transferência.

Saiba que esse processo consiste em analisar os documentos do veículo, para checar se estão em conformidade e sem pendências, serve também para ver se o veículo conta com suas características originais que vem de fábrica.


E serve também para ver se o automóvel oferece boas condições de utilização e está apto à rodar por aí. A vistoria verifica itens que são obrigatórios e se o carro cumpre com as normas de trânsito exigidas.

Cada estado brasileiro fica responsável por realizar esse procedimento por intermédio de seus departamentos regionais de trânsito, mesmo ela não sendo centralizada como muitos pensam. Os critérios para aprovação ou reprovação são iguais nacionalmente.

Então para tirar todas as dúvidas sobre como funciona e onde fazer a vistoria veicular para transferência, preparamos esse guia completo onde você aprenderá o que é a vistoria, laudo, quem realiza, motivos de reprovação, como agendar, documentos necessários e muito mais.


O que é vistoria veicular?

A vistoria veicular trata-se de uma avaliação que é realizada em todos os veículos que circulam em nosso país, onde a mesma é feita em âmbito estadual.

A vistoria é de total responsabilidade do DETRAN de cada estado conforme Resolução 466/2013 do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN). Ela serve para confirmar se os veículos estão realmente em boas condições de uso, e também verificar toda a documentação.

Sua principal função é garantir os seguintes requisitos:

  • Verificar se a propriedade do veículo é totalmente legítima;
  • Conferir se toda a documentação é verdadeiramente autêntica;
  • Averiguar se realmente o automóvel oferece condições seguras de utilização.

Em quais ocasiões a vistoria veicular é obrigatória?

Ao contrário do que muita gente pensa, a vistoria não serve somente para efetuar a transferência de titularidade de um proprietário para outro, saiba que existem muitas situações onde o processo de vistoria é obrigatório.

Uma dessas situações é quando o veículo tem suas características originais alteradas. Então sendo assim o dono que desejar fazer mudanças e alterações em seu carro necessitará 1º da aprovação da vistoria para a formalização de seu documento.

Outro caso comum é quando o proprietário do veículo muda de localidade, onde ela está fora de sua zona de registro, devido a isso faz-se necessário a expedição de uma via nova do Certificado do Registro do Veículo (CRV).

Onde a mesma só é emitida depois de passar pela vistoria. Saiba também que em alguns estados brasileiros existe uma previsão totalmente legal onde veículos que possuem mais de 5 anos de fabricação precisam ser vistoriados todos os anos, só assim será dado o licenciamento.

Outro motivo que também leva a vistoria veicular é quando ele troca de categoria, ele deverá ser submetido a uma vistoria com a finalidade de atualizar e regularizar a documentação.

Conforme o CTB veículos podem ser de diversas categorias, como por exemplo, particulares, de aluguel, oficiais, de representação diplomática e também de aprendizagem.

Onde fazer a vistoria veicular para fazer a transferência?

Até à alguns anos atrás para fazer a vistoria no veículo para poder transferir a mesma só poderia ser realizada no DETRAN do estado onde o mesmo estava devidamente registrado.

Só que para isso era preciso se dirigir pessoalmente até a sede de sua cidade ou estado e assim dar entrada nos documentos para solicitar uma avaliação.

Mas pra sorte de milhares de motoristas hoje em dia essa vistoria pode ser feita por Empresas Credenciadas de Vistoria (ECV), essas empresas estão devidamente regulamentadas pelo departamento de trânsito a realizarem a vistoria nos veículos.

Qual órgão é responsável por fazer a vistoria?

Até alguns anos atrás a vistoria veicular para transferência era feita somente no DETRAN, então quando era preciso fazer esse processo os proprietários de veículos tinham que se dirigir até uma sede oficial do órgão para então dar entrada nos documentos, e assim solicitar a vistoria e aguardar pela avaliação do órgão de trânsito.

Mas para a sorte de milhares de donos de veículos o DETRAN então designa empresas que realizam esse processo para a transferência da titularidade.

Essas empresas são credenciadas e estão aptas a fazer avaliações, despachantes credenciados também prestam esse tipo de serviço. E essa parceria do governo com empresas tornou esse procedimento muito mais rápido. Em alguns despachantes credenciados a vistoria de seu carro pode ser feita em apenas meia hora.

Depois de realizada a vistoria sendo ela feita diretamente no departamento de trânsito, ou em alguma empresa autorizada é emitido um laudo veicular que é validado pelo DETRAN.

Onde esse documento oficial tem validade em todo o estado, e devido a isso vistorias podem ser realizadas em cidades diferentes da onde ele será devidamente registrado.

Quais são os documentos necessários para a vistoria veicular?

Além do veículo é obvio, na vistoria de transferência também é necessário apresentar alguns documentos, que são eles:

  • A CNH do motorista;
  • Carteira de identidade da pessoa solicitante;
  • CPF;
  • CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo);
  • CRV: (Certificado de Registro de Veículo).

Vale ressaltar que na vistoria cautelar é preciso apresentar somente o CRLV, enquanto na prévia que é feita com a finalidade de seguro, é preciso apresentar também os dados da empresa seguradora, ou do corretor, e também os documentos contratuais.

Saiba que ao contrário do que muitos pensam, a presença do dono do veículo não é obrigatória durante a vistoria, sendo que ele pode requerer que outra pessoa que seja habilitada leve seu veículo para que a vistoria seja feita.

O que é e o que diz o laudo da vistoria veicular?

O laudo da vistoria é um documento oficial onde ele confirma a aprovação ou a reprovação do veículo na vistoria, nele obrigatoriamente deve constar quais são as condições de conservação o veículo se encontra, se os itens considerados obrigatórios estão presentes e funcionando.

E se todas as informações relacionadas ao automóvel estão corretas e em conformidade com o banco de dados do DETRAN.

Existem 3 itens que são essenciais no laudo, que são a numeração do chassi, o número do motor, e também a marcação exata do hodômetro, são essas informações que compravam ao comprador que o veículo não é clonado ou até mesmo roubado.

De uns anos pra cá também começaram a ser anexadas fotos do veículos, as mesmas tem suma importância pois acabam comprovando que a vistoria foi realizada.

Todos os veículos que são devidamente aprovados na vistoria recebem então a certificação e também um selo de inspeção, onde o mesmo é colado na parte interna do vidro dianteiro.

Em caso de reprovação o dono do veículo receberá também um relatório com todos os pontos que levaram a reprovação e que pra ser submetido à uma nova vistoria precisam ser devidamente corrigidos.

Prazo de validade e abrangência do laudo de vistoria veicular:

Ao contrário do que muitos proprietários pensam, o laudo referente a vistorias veiculares não são válidos em todo o território nacional, tendo sua validade somente no estado em que foi feita a vistoria.

Justamente por esse motivo o recomendado é realizar a vistoria em sua localidade, essa é uma forma de evitar problemas futuros relacionados com a sua documentação.

E quanto ao seu prazo de validade, saiba que ele tem um prazo depois de emitido, caso aprovado o documento poderá ser usado entre 30 a 60 dias conforme a análise feita pelo DETRAN.

Mas se por ventura for reprovado na vistoria, terá um prazo de 30 dias para regularizar tudo e solicitar uma nova vistoria.

Principais causas e motivos de reprovação na vistoria veicular:

As principais causas e motivos que podem levar a reprovação do veículo na vistoria são bastante comuns, como por exemplo alguma modificação em sua característica original que não foi regularizada quando feita, pneus completamente desgastados, algum item ou equipamento obrigatório faltando ou que não esteja funcionando. E também problemas com os documentos, impostos atrasados, multas.

Esses são os principais motivos para a reprovação, por isso para evitar que isso aconteça faça em casa um checklist de vistoria veicular sobre o que é avaliado na vistoria. Verifique tudo, acerte tudo e só depois solicite a vistoria. Assim aumentará suas chances de não ser reprovado.