Dicas de Como Comprar Carros Usados Com Segurança

As melhores práticas para comprar carros usados com segurança e evitar cair em golpes ou então fazer uma compra ruim. Saiba como verificar o histórico do carro, fazer uma inspeção adequada, negociar o preço e garantir uma transação segura. Compre seu carro usado com confiança e tranquilidade.

como comprar automóveis usados com segurança

Como é do conhecimento de praticamente todos nos, saber como comprar  carros usados com segurança nem sempre é, e nem sempre será uma tarefa fácil, pois a garantia, como você sabe, que é uma das maiores vantagens de um carro novo zero km, não existe neste tipo de compra, e consequentemente os riscos são maiores.

Mas, como vamos ver aqui, não existem apenas riscos e desvantagens, pelo contrário existem vantagens também.


Então como o nosso intuito aqui é sempre te ajudar, preparamos um artigo completo repleto de informações essenciais para você saber exatamente o que fazer para conseguir comprar carros uados com em segurança.

Você sabia que existem vantagens ao comprar carros usados?

A seguir, você verá quais são as principais vantagens de comprar veículos usados:

  1. A desvalorização é menor;
  2. Maior facilidade com a regularização da documentação;
  3. O preço é menor;
  4. Os carros são mais equipados;
  5. Valor do seguro é mais baixo.

Dicas para comprar carros usados com segurança:

A cima citamos algumas vantagens e benefícios, agora vamos conferir umas dicas bastantes importantes para fazer uma boa aquisição:


Analise bem a documentação:

É muito comum, até mais que você imagina do comprador não pedir nenhum documento do veículo para verificação de pendências, multas, taxas em atraso, e até mesmo se o carro tenha sido vítima de furto entre outros motivos.

Saiba que isso é extremamente importante para ambas as partes, tanto pro comprador e também pro atual proprietário

Então a dica é, peça sempre o número do RENAVAM do veículo e faça uma verificação com o DETRAN para tentar encontrar possíveis violações, como impostos ou multas não pagos, entre outros já mencionados anteriormente.

Assim já se livrará de inúmeros problemas futuros indesejados.

Sem falar que com o RENAVAN em mãos, você poderá verificar o número do chassi, que deve corresponder às etiquetas nas janelas, motor, caixa de roda e assentos.

Registros do histórico do carro também devem ser fornecidos mediante solicitação para verificar possíveis transferências anteriores, e assim evitar problemas com o veículo de transferência dupla.

Analise como o chassi está em vários locais:

Outra dica relacionada diretamente a autenticidade da origem do automóvel, nada melhor do que verificar o chassi do veículo (que equivale ao RG do modelo, exibindo informações importantes como local de fabricação, ano e modelo do mesmo).

Você poderá verificar por si mesmo, e certificar-se de que o chassi não passou por adulterações.

Geralmente, o número do chassi está localizado no bloco do motor, na carroceria e nos vidros também, e ao verificar você precisa prestar atenção se o número é consistente com o número presente na documentação.

Pois caso haja alguma divergência, o mais recomendado é contratar uma empresa especializada em fiscalização veicular para emissão de laudo, e você também pode usar o número do chassi no formulário do site do Detran para verificar o status do carro.

Faça sempre um test-drive antes de fechar a compra:

Ao procurar por carros usados ou seminovos, converse com o responsável pela venda para saber se você consegue dirigi-lo e fazer um teste dando umas voltas pela rua do bairro.

Assim saberá como anda o comportamento do mesmo, sua dirigibilidade entre outros fatores. Desta forma, você pode testar seu novo futuro carro e avaliar qual é o seu desempenho.

Combine a forma que o pagamento será feito:

A grande parte dos compradores acreditam que a única forma de fazer o pagamento de um veículo usado é chegar a um acordo verbal e parcelar, mas existe uma maneira de comprar carros usados com mais segurança, até mesmo na forma de pagar por ele.

Ele pode ser pago em dinheiro a vista, mas você também pode financiar a compra por meio do CDC (Crédito Direto ao Consumidor), que permite que você pague antecipadamente as prestações para obter descontos de juros (mas como sabe geralmente eles são altos) e o Leasing , mesmo a taxa de juros sendo menor, mas o bem ainda pertencerá à instituição financeira concedente.

Mas não deixe de analisar com calma também o consórcio, que vem sendo uma modalidade escolhida por muitos como sendo a melhor forma de pagamento.

Vale ressaltar também que o estado ideal da sensação de segurança na negociação é não pagar antecipadamente de forma alguma antes de ver o carro pessoalmente e garantir que tudo está em perfeitas condições.

Essa é a única forma de poder conseguir evitar golpes e outros danos devido a problemas que aparecerem no carro, ou até mesmo com os documentos.

Desconfie dos preços baixos de mais:

Já ouviu aquele ditado popular e muito conhecido “quando a esmola é demais o Santo desconfia”, então, é essencial acompanhar os preços e encontrar as melhores condições.

No entanto quando o preço do carro está muito abaixo da média de preços do mercado, devemos ter cuidado para não ser vítimas e confiar cegamente nessas promoções e anúncios que são tentadores.

Para entender o preço da opção de seu interesse, use como base o valor fornecido na tabela Fipe, ao usar ela, você pode preencher todas as informações do veículo como:

  • Marca;
  • Modelo;
  • Versão e ano.

Assim entenderá como anda o valor do modelo desejado no mercado dos carros usados.

Faça a transferência do carro:

Se você comprar um carro seminovo ou usado, transfira o carro, esse processo deve ocorrer no prazo de 30 dias. E deve ser assinado e ter firma reconhecida em cartório pelo vendedor a partir da data de preenchimento do Certificado de Matrícula do Veículo (CRV), ou o recibo como conhecido por muitos.

E caso esse prazo for ultrapassado, o comprador poderá ser multado por infração grave, serão descontados cinco pontos da carteira e pagos R$ 195,23 por não ter transferido o veículo.

Procure saber sobre revisões anteriores do veículo:

Infelizmente aqui no Brasil os proprietários de automóveis ainda não tem o costume der realizar devidas revisões adequadas e preventivas dos seus veículos.

Então com isso o tempo passa e claro que o carro precisará de alguns consertos mecânicos, e esses reparos podem ser evitados com o acompanhamento de uma concessionária por exemplo.

E ao negociar a compra, verifique se a revisão do mesmo está em dia e feita no prazo certo, isso é um excelente indicativo que o veículo está sendo bem zelado e cuidado, e pode ser usado por muitos anos ainda sem causar problemas.

Caso a inspeção não seja realizada frequentemente nos períodos certos, pergunte sobre o nível de óleo, o tempo de uso dos pneus, se faz rodízio neles,  e se alguma peça que não é original foi instalada recentemente.

Se ainda estiver interessado em comprar, negocie um desconto para resolver a falta das últimas revisões.

Faça uma inspeção interna e externa:

O estado de manutenção do veículo é muito importante, por isso avaliar sua estrutura externa, como carroceria e pintura, é tão importante e essencial  quanto analisar o piso (assoalho), estofamentos e todas as decorações internas.

Essa análise pode trazer muitas contribuições para a tomada de decisões de compra ou não, afinal muitos carros usados estão em boas condições devido ao cuidado de seus proprietários anteriores.

Leve o carro a uma oficina mecânica para uma avaliação de um mecânico especializado:

Adquirir um automóvel usado pode ser arriscado em algumas situações porque você nunca terá a certeza do passado do mesmo, muitas das vezes nem da pra confiar no vendedor.

Então outra dica fundamental é levar o carro até uma oficina mecânica especializada com mecânicos trenados e especializados para analisar o veículos pra você.

Acreditamos que assim ao tomar uma decisão de compra, você se sentirá bem mais seguro e confiante, pois a ajuda especializada não só permite que você entenda a aparência do automóvel, mas também entenda a estrutura mecânica do carro.