Como Funciona a Vitrificação Automotiva? Saiba Tudo Sobre

Saiba o que é, quais são os tipos e para que serve a vitrificação automotiva. Prós e contras. Diferença entre a cristalização e vitrificação. Custo. Para quais automóveis é indicado, como funciona o procedimento, e qual a duração da aplicação. Onde fazer, cuidados depois da aplicação. Quais são os melhores produtos e se realmente compensa fazer e se vale a pena.

como a vitrificação automotiva funciona

Se você quer saber como funciona a vitrificação automotiva, então é bem provável que esteja pensando em fazer essa aplicação no seu veículo para deixar a pintura muito mais conservada e com aquele brilho. Mas com toda certeza você ainda está com dúvidas à respeito dessa aplicação, mas saiba desde já que a mesma além de proteger a pintura, também deixará o brilho muito mais duradouro e vivo.

Proprietários de automóveis que realmente gostam de cuidar da estética de seus carros provavelmente já devem ter ouvido falar nesse processo, no entanto ele ainda gera muitas dúvidas.


Isso pois até pouco tempo atrás ele fazia parte do mercado luxo, mas que com o passar do tempo vem se tornando cada vez mais popular. Afinal de contas os benefícios oferecidos por esse procedimento é excelente.

Então, para que você não tenha mais dúvidas sobre como funciona a vitrificação automotiva, preparamos esse conteúdo repleto de informações para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

O que é, como é feito, quanto custa, suas vantagens, quais são os produtos usados e muito mais. Por isso, te convidamos a ficar conosco até fim dessa leitura, assim terá suas dúvidas sobre a vitrificação de pintura automotiva todas respondidas.


O que é a vitrificação da pintura automotiva?

A vitrificação da pintura automotiva trata-se de um procedimento onde é aplicado um produto específico na lataria do veículo protegendo assim a sua pintura, dando mais brilho e aumentando assim a duração do verniz original de fábrica.

O nome desse processo está relacionado com o produto que é usado, já que entre sua composição existem substâncias que também estão presentes na composição do vidro.

Além de deixar o veículo com uma aparência de novo, saiba que um dos efeitos da vitrificação automotiva é a repelência, fazendo assim com que a sujeira não fique aderida na lataria do carro.

O que acaba facilitando e muito a limpeza do automóvel, sem falar que o processo contribui para evitar arranhões que são provocados pela sujeira.

Tipos de vitrificação automotiva:

Essa é uma dúvida muito frequente por quem procura esse tipo de serviço pela primeira vez, pois tenha em mente que existem tipos de vitrificação diferentes, onde as mesmas possuem características próprias.

Sendo assim, saiba que cada um dos tipos de vitrificação automotiva possui uma classificação indicativa da sua durabilidade e da sua resistência.

As classificações mais básicas são as 5H, 7H e a 9H, sendo que a letra “H” refere-se à dureza da camada da vitrificação que é aplicada.

Dessa maneira quanto mais alto for o número, então maior será a dureza, no caso a durabilidade da camada. O tipo de vitrificação 5H tem uma dureza média, já a tipo 7H apresenta uma dureza maior, e a 9H apresenta a maior dureza de todas elas.

E para você escolher qual produto usar e qual tipo de vitrificação fazer, saiba que tudo dependerá de qual é o tipo da pintura do seu automóvel, e qual é a proteção quer quer fazer.

Justamente por isso antes de fazer o processo é importante procurar uma empresa ou um profissional capacitado para te orientar à respeito de qual processo será feito para poder atender as suas expectativas e necessidades.

Principais vantagens e desvantagens da vitrificação automotiva:

A vitrificação da pintura automotiva pode apresentar muitas vantagens para a conservação da pintura, mas a mesma também apresenta algumas desvantagens que não podemos deixar de mencionar. Confira quais são elas:

Vantagens:

  • Muito mais proteção da pintura;
  • Mais proteção contra raios solares UV;
  • Maior duração da pintura;
  • Mais facilidade na hora de limpar;
  • Acabamento final e brilho;
  • Mais proteção contra agentes externos.

Desvantagens:

  • Custo do processo;
  • Manutenção da vitrificação.

Quanto custa para fazer a vitrificação automotiva?

Dúvida essa bastante comum pelas pessoas que estão interessadas em fazer a aplicação em seus veículos, justamente por isso vale ressaltar que o preço de uma vitrificação pode sofrer variações conforme o produto utilizado, e também deve ser levado em conta o modelo do carro.

E não podemos deixar de levar em consideração qual é o estado atual que se encontra a pintura do automóvel e também a região do Brasil onde será feito o serviço.

Um veículo que possui diversos arranhões na pintura poderá ter um custo mais elevado, pois para o serviço ficar bom irá demandar de mais aplicações do vitrificador. Mas na média geral os preços podem variar entre r$ 750,00 até r$ 2.000,00 reais.

Como funciona a vitrificação automotiva?

Esse é um procedimento no qual o profissional responsável por executar o serviço aplicará um produto específico na lataria do carro, onde o mesmo tem a finalidade de criar uma camada de proteção da pintura que é bastante resistente.

Então, antes de iniciar o processo o veículo precisa estar completamente limpo, onde o carro precisará ser lavado e polido para que a pintura seja descontaminada por completo e ter toda a sujeira removida.

Em seguida o profissional irá começar a aplicar o vitrificador, que nada mais é que um produto vitrocerâmico que contêm em sua composição microcristais de vidro, o que deixará a pintura muito mais brilhosa e protegida. Já que o produto cria uma camada protetora.

Saiba que essa película protetora aumenta o tempo útil da vida do verniz da pintura do veículo, assim o brilho que o automóvel passará a ter depois de ser vitrificado é bastante nítido, deixando ele muito atraente. Afinal de contas esse procedimento tem como objetivo deixar a pintura com aparência de nova.

Depois do produto aplicado vem a parte da secagem, e isso pode levar um tempo, em seguida depois do veículo totalmente seco é necessário fazer outra lavagem com shampoo neutro e um polimento na pintura para que todo o excesso do produto seja removido.

E para finalizar o processo depois do polimento saiba que é necessário deixar a camada do polimento curar por uns dias antes de usar o carro. Recomenda-se três dias de espera. Depois, toda a superfície irá ficar protegida e muito brilhosa por bastante tempo.

Quanto tempo dura a vitrificação da pintura automotiva?

De modo geral, depois de ser feita a aplicação, tenha em mente que a proteção da pintura poderá durar entre 03 a 05 anos, isso dependendo do tipo da vitrificação e dos produtos usados.

Mas recomendamos que você converse com o profissional que executou o serviço para saber mais informações sobre a duração do mesmo.

Um bom profissional do ramo irá te explicar também boas práticas para você adotar e fazer com que a aplicação dure mais tempo.

Onde fazer a vitrificação?

O mais recomendado é que você procure em sua cidade uma empresa especializada em estética automotiva, lá com certeza eles terão uma equipe treinada e capacitada para analisar o veículo e assim poder indicar a vitrificação ideal.

Sem falar que esses profissionais costumam além de usar produtos de alta qualidade, também são muito bem treinados, o que irá garantir um serviço de qualidade. E também tem empresas que prestam esse tipo de serviço à domicílio, basta entrar em contato e fazer o agendamento.

Principais cuidados depois de fazer a vitrificação automotiva:

Depois de fazer a aplicação do vitrificador, saiba que é muito importante que você tome alguns cuidados para poder garantir que a vitrificação feita dure por muito mais tempo.

Mantendo assim a superfície da pintura do automóvel brilhante e protegida. Por isso cuidados são necessários:

  • Quando for lavar seu carro utilize somente água, shampoo neutro e produtos de higienização específicos para automóveis;
  • Evite sempre usar esponjas e produtos químicos para fazer a limpeza da superfície do carro, eles são muito abrasivos e podem danificar a pintura e a camada da vitrificação, reduzindo assim a proteção aplicada;
  • Mantenha o veículo protegido do sol o máximo que puder, raios solares também poderão prejudicar a pintura e a aplicação feita fazendo ela durar menos.