Com Quantos Km Devo Fazer o Rodízio de Pneus? Guia Completo

Quando é a hora certa para fazer o rodízio de pneus do seu veículo? Saiba a resposta neste guia completo. Entenda a importância dessa prática para a segurança e a vida útil dos pneus, e obtenha dicas úteis para garantir um desgaste uniforme e maior durabilidade. Mantenha seu veículo seguro e economize dinheiro com o rodízio de pneus no momento ideal.

com quantos km o rodízio de pneus deve ser feito

Caso tenha acabado de comprar o seu primeiro veículo, não importando se ele seja novo ou não, é bem capaz de se estar perguntando agora: mas com quantos km devo fazer o rodízio de pneus? Obviamente já deve ter ouvido falar sobre o tema em alguma roda de conversa entre amigos e quer saber mais sobre, pois agora é um proprietário e precisar cuidar do seu carro.

E, se desconhece essa manutenção preventiva, então saiba que um carro precisa muito mais que um combustível de qualidade, e de manutenções de peças, revisões entre outros para poder rodar por aí tranquilamente.


Nesse artigo, te explicaremos tudo o que você precisa saber sobre essa técnica que só vai ajudar na vida útil dos pneus do seu automóvel, quais os principais benefícios que ela possui e como executá-la da maneira correta. Então fique conosco até o fim e saiba exatamente com quantos quilômetros deve fazer o rodízio dos pneus do seu carro.

Por que é importante fazer o rodízio de pneus?

É nítido que a parte da frente do carro se comporta de maneira diferente da parte de trás, tanto no que diz respeito à estrutura quanto à funcionalidade, pois existem carros em que a tração só acontece em duas rodas.

Além disso, o peso que cada roda recebe pode ser ligeiramente diferente. Sendo assim, o desgaste dos pneus não acontece de forma uniforme, e alguns se desgastam de maneira mais rápida do que os outros.


Por esse motivo, para aumentar a vida útil dos mesmos, é essencial e muito importante fazer a rotação deles, assim, todos os eles vão apresentar o mesmo nível de desgaste, o que vai fazer com que em conjunto dure bem mais tempo.

Em algumas técnicas, até mesmo o pneu de estepe (reserva) pode e deve entrar nesse rodízio, o que pode ser bastante interessante, tendo em vista que ele aumenta ainda mais a vida útil dos outros quatro.

Quais são os principais benefícios?

Existem diversos fatores benéficos em fazer um rodízio de pneus no seu carro, entre eles, podemos citar:

  • Aumentar a segurança, pois os pneus terão um desgaste similar;
  • Melhoria na estabilidade do carro;
  • Diminui o consumo de combustível;
  • Aumenta a vida útil de todos os pneus, fazendo com que você demore mais tempo para precisar trocá-los;
  • Diminui o desgaste de outras peças do automóvel.

Como fazer o rodízio de pneus do meu carro?

Em primeiro lugar, se você quer fazer a rotatividade de pneus do seu carro, a primeira dica é que leia o manual de instruções do mesmo, isso porque como é de se esperar, cada tipo de veículo possui um desgaste diferente entre os pneus. O que faz com que a melhor forma de rodízio varie entre um carro e outro.

Veículos 4×4 ou com tração traseira:

  1. Quando os pneus são simétricos e assimétricos, eles devem ser trocados em forma de “X”, ou seja, o dianteiro esquerdo vai para a traseira direita e o dianteiro direito vai para a traseira esquerda. Além disso, o traseiro esquerdo vai para a dianteira esquerda e o traseiro direito vai para a dianteira direita;
  2. Quando os pneus são direcionais (ou seja, a rodagem tem sentido único), o dianteiro esquerdo vai para a traseira esquerda e o dianteiro direito vai para a traseira direita e vice versa.

Veículos que possuem tração dianteira:

  1. Quando os pneus são simétricos e assimétricos, eles devem ser trocados em formato de “X”, ou seja, o traseiro direito deve ser colocado na dianteira esquerda e o traseiro esquerdo deve ser colocado na dianteira direita. Além disso, o dianteiro direito deve ser colocado na traseira direita e o dianteiro esquerdo deve ser colocado na traseira esquerda;
  2. Quando os pneus são direcionais (ou seja, a rodagem tem sentido único), o dianteiro esquerdo vai para a traseira esquerda e o dianteiro direito vai para a traseira direita e vice versa.

Quando devo fazer?

Mais uma vez, a indicação para o rodízio é fazer ele de acordo com as especificações de cada modelo, basta então consultar o manual do proprietário e seguir as instruções para saber qual é o período de tempo que o fabricante aconselha que o rodízio seja feito.

Isso porque, como explicado anteriormente, o desgaste do pneu depende do tipo de tração, do tipo de motor, do peso do carro, entre outras coisas.

No entanto, de maneira geral, esse período de espera entre a realização de um rodízio de pneus e outro é de mais ou menos a cada 5 ou 10 mil quilômetros rodados.

Sendo assim, fique de olho na quilometragem do seu veículo para que ele possa estar sempre em ordem com as especificações do fabricante e as recomendações de segurança em todos os casos. Assim, você vai ter maior segurança e menos gastos.

Fazer o rodízio é só trocar as rodas de lugar?

Como explicado anteriormente, o revezamento de pneus tem como objetivo aumentar a vida útil deles, fazendo com que durem bem mais exercendo sua função.

Além, é claro, de aumentar a segurança do veículo (tendo em vista que os pneus ficam com o mesmo nível de desgaste) e diminuir também os gastos com gasolina e peças.

No entanto, diferentemente do que muita gente acredita, a rotatividade de pneus não consiste apenas em mudar a posição das rodas.

Isso porque, ao trocar o pneu de lugar, a máquina pode ficar levemente instável (em alguns casos, o carro pode ficar bem instável).

O que coloca em risco a segurança de todos os ocupantes do veículo, especialmente durante a chuva.

Por esse motivo, todas as vezes que o rodízio de pneus for realizado, o certo é que o carro seja balanceado e alinhado, e que seja verificado se o carro precisa de cambagem no caso do modelo permitir essa manutenção e estiver necessitando. Pois isso trará de volta a estabilidade necessária para que o motorista dirija sem riscos.