Como Comprar Um Carro Sem Entrada? Melhores Dicas

Saiba como é possível comprar um carro sem precisar dar nenhuma entrada. Quem tem direito e quais são as formas de pagamento para realizar o seu sonho automotivo.

como comprar um automóvel sem entrada

Quando os consumidores decidem fazer a troca ou compra de um veículo novo, além das marcas e modelos que mais lhes interessam, que hoje são muitas, também precisam fazer uma boa análise sobre várias coisas. Principalmente sobre como irão pagar essa aquisição do bem, vai pagar a vista, vai dar entrada e parcelar o restante, vai financiar parte ou tudo, mas acreditamos que seu interesse mesmo é saber como comprar um carro sem entrada.

Essa é uma decisão de muita importância, que deve ser tomada com calma, porque não é sempre que podemos ou temos a oportunidade de adquirir um automóvel novo.


Com a recuperação da força de mercado pós pico pandêmico, as linhas de crédito ficaram mais acessíveis, e em alguns casos, as taxas de juros também estão mais atrativas, tudo isso é claro para incentivar os consumidores.

Então, se está com vontade de adquirir um veículo novo, fique conosco até o fim desse artigo, e confiras as melhores dicas de como comprar um carro sem entrada.

O que você precisa saber entes da comprar um veículo sem entrada:

Antes de escolher financiar um carro novo com pagamento zero de entrada, é melhor saber algumas informações importantes para que não haja surpresas no futuro:


  • Esteja preparado para comprovar rendimentos mais elevados para que  o seu financiamento seja aprovado;
  • O valor de cada parcela também será maior;
  • Você irá pagar uma taxa de juros mais alta.

Tudo isto porque as instituições de crédito avaliam que existe um maior risco de incumprimento, e também de inadimplência de pagamento nas compra desse tipo de bem, principalmente quando é sem entrada.

A boa notícia é que esse modelo é muito mais rápido do que os outros, e você pode ter seu carro em apenas alguns dias, pois o prazo para uma instituição financeira aceitar um empréstimo é geralmente de 48 horas, e assim já irá sair com as chaves do carro na mão.

Para quem precisa de um automóvel com urgência, esta é a melhor escolha. Sem falar que poderá dividir o valor em até 48 vezes.

Quem tem direito de comprar um carro sem precisar dar entrada?

Não é todo mundo que pode aproveitar esse privilégio, e para ter a aprovação para o financiamento de veículos sem entrada, as instituições financeiras realizam uma análise de crédito ainda mais rigorosa na Serasa, pois o risco de perda também é maior.

Agora, sua pergunta deve ser: qual é a pontuação do Score que o banco considera boa? Saiba que essa escala varia de zero a mil pontos (0 à 1.000).

De modo geral, os consumidores são divididos da seguinte forma:

  • Até 399 pontos o risco de inadimplência é considerado alto, e com uma pontuação tão baixa assim terá pouco crédito no mercado, e poucas chances de conseguir;
  • Entre 400 e 599 pontos o risco de inadimplência é médio, isso significa que você já pode obter cartões de crédito e outros serviços financeiros nesta categoria;
  • Entre 600 e 799 o risco de inadimplência já é considerado baixo, e essa faixa de pontuação é então considerada boa, caso o consumidor permanecer nessa faixa, ele poderá obter uma boa linha de crédito;
  • Acima de 800 pontos o risco de inadimplência é considerado muito baixo, que para tentar um financiamento sem precisar dar nada de entrada, o melhor é manter sua pontuação nessa faixa.

Quais são as formas de pagamento?

Existem várias formas de pagamento pra você poder comprar seu carro sem ter de dar alguma entrada, confira quais são elas, e como elas funcionam:

Consórcio:

Para quem precisa de um veículo na garagem com urgência, o consórcio é a escolha mais inadequada, porém, se você quer comprar um bem sem a necessidade de oferecer dinheiro de entrara, e não quer parcelar por longos períodos, está é uma excelente opção.

Funciona da seguinte forma: várias pessoas contribuem e um mesmo grupo todos os meses, que funciona praticamente como um fundo de investimentos.

O valor do investimento é operado pela empresa consorciada, sendo emitida uma carta de crédito com o valor total exigido pelo comprador.

Portanto, se você pretende comprar um carro popular zero quilômetro, faça um consórcio de r$ 40 mil reais, mensalmente você pagará uma parcela, que será descontada desse valor.

Assim como a parcela de um carro, mas sem juros, e não há possibilidade de sair com o carro para a sua garagem logo após assinar o contrato.

No entanto, você pode ser sorteado a qualquer momento, e caso isso aconteça, o preço acordado no início do consórcio será pago integralmente, ou seja, os r$ 40 mil reais para a compra do carro que você tanto sonhou.

Com esse dinheiro, você pode comprar à vista, sem entrada e sem juros adicionais incluídos na parcela, e o valor restante antes da retirada continuará a ser pago até que o contrato seja totalmente finalizado.

Empréstimo:

Uma outra opção é o empréstimo, hoje em dia existem várias formas deles como os empréstimos pessoais, empréstimos consignados, entre outros, e mesmo se o seu nome estiver negativado, você poderá até conseguir um empréstimo.

Na solicitação de um empréstimo, você não precisa explicar à instituição de crédito a finalidade na qual pretende usar o dinheiro, e mais uma vantagem é que os juros do crédito pessoal costumam ser mais acessíveis quando comparados aos do financiamento.

Para encontrar o melhor preço, basta solicitar uma cotação à um corretor e fazer uma simulação para ver em que perfil de crédito você se enquadra, tudo será analisado e caso seja aprovado, os fundos estarão disponíveis em apenas alguns dias em sua conta bancária. A melhor parte é que todo o processo também pode ser realizado de forma online.

Financiamento:

Este pode não ser o melhor método de pagamento na aquisição de um carro, mas é o método de pagamento mais comumente usado nos dias de hoje.

Como o país passa por dificuldades econômicas, nem sempre é possível ter recursos para comprar à vista, procurar transações sem entrada, ou mesmo dar entrada para reduzir as prestações do financiamento.

Por isso, ao pesquisar veículos em concessionárias autorizadas, também é necessário buscar a taxa de juros e as condições de pagamento mais atrativas que atendam ao seu orçamento, mas o mais importante é não ultrapassar o prazo de parcelamento de 60 meses.

A taxa de juros cobrada no financiamento permite ao cliente pagar quase o valor dobrado do carro quando o contrato acabar, então é necessário buscar promoções que paguem juros com taxa zero, 12 ou 24 vezes.

Nesse caso, a compra é tão vantajosa quanto o pagamento à vista para o comprador.

No entanto, você deve ter cuidado ao financiar a compra de um veículo, por se tratar de você ter de dar o carro como uma forma de garantia do pagamento de empréstimo, em caso de falta de pagamento, a instituição financeira pode apreender o veículo em juízo para mitigar a perda.

Em outras palavras, o automóvel só será propriedade do comprador quando o mesmo quitar o financiamento.

Leasing:

Com o leasing para veículos também é possível adquirir um automóvel sem ter de dar entrada, mas saiba desde já que o bem ficará em nome do banco ou da instituição financeira até a quitação total de todas as parcelas preestabelecidas em contrato.

O mesmo não pode ser vendido e nem transferido para outra pessoa até o fim do contrato. Funciona como um espécie de aluguel onde você pagará uma mensalidade, e só no término da quitação total o bem passará a ser seu.

Mas atenção, pois se não conseguir quitar as parcelas a instituição financeira ou o banco irão pegar o bem para não ficar no prejuízo, e assim perderá o que já pagou pelo veículo.

As taxas de juros são mais atrativas que o financiamento comum, sem falar que nessa modalidade você não pagará o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF). Mas antes de assinar qualquer contrato de leasing planeje bem e coloque tudo na ponta do lápis.

Pagamento a vista:

Essa se trata da melhor, e da mais desejada forma de pagamento  de todos os brasileiros, no entanto, nem sempre é possível ir à loja, escolher um carro e sair por aí tranquilamente sem ter de pensar em pagar empréstimo ou financiamento.

Pagar em dinheiro  a vista é uma maneira de economizar no momento de fazer a compra de qualquer bem que seja, isso porque essa forma de pagamento tem muitos benefícios, como:

  • Ela reduz as perdas com a depreciação;
  • Praticamente acaba com as taxas de juros;
  • Não afetará o seu rendimento mensal no momento da compra;
  • Oferece uma melhor conclusão da negociação da transação.