Como Funciona o Seguro de Carros? Entenda Tudo Sobre

Entenda de uma vez por todas como funciona o seguro de carros e proteja seu veículo. Saiba o que é o seguro automotivo, franquia, contratação, vistoria, quais são os tipos de cobertura, o que ele cobre, pagamento, renovação e muito mais. Garanta a segurança do seu automóvel e tenha a tranquilidade de estar protegido em qualquer situação.

como funciona o seguro de automóveis

Está procurando saber como funciona o seguro de carros? Tem dúvidas sobre o assunto e quer mais informações à respeito? Então fique despreocupado, pois aqui nesse texto você ficará por dentro de tudo o que precisa saber. Afinal de contas essa é uma das várias preocupações que todos temos quando pensamos em comprar um carro.

Mesmo esse serviço sendo bastante popular já à muito tempo, a contratação do mesmo ainda continua gerando muitas dúvidas aos proprietários de automóveis. Por isso conhecer em detalhes quais são às condições do contrato, suas particularidades e seus termos é essencial, pois conhecendo bem esses pontos poderá fazer uma melhor escolha de preços e serviços prestados pelas várias empresas de seguros que existem.


Então, fique conosco até o fim e saiba tudo sobre como funciona o seguro auto como também é conhecido, e tire de uma vez por todas as suas dúvidas relacionadas ao assunto.

O que é seguro de carros?

O seguro automotivo é um contrato firmado entre 2 partes, o segurado e a seguradora, que são o proprietário do veículo, e a empresa prestadora de serviço que irá oferecer a cobertura em diversos casos como roubo, acidentes entre outros.

Não podemos deixar de mencionar que aqui no Brasil o seguro de carros é dividido em 2 categorias diferentes, que são elas:


  1. DPVAT: Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, o mesmo trata-se de um seguro obrigatório e tem por finalidade proteger vitimas de acidentes de trânsito em todo o território brasileiro. Indiferente se você for o condutor, o passageiro e até mesmo o pedestre envolvido. Saiba que todos tem o direito de fazer a solicitação do DPVAT para receberem sua indenização.
  2. Seguro Auto Particular: O seguro facultativo pode ser contratado pelas pessoas que desejam faze-lo a parte, para isso basta procurar em sua cidade ou até mesmo na internet por um empresa de seguros. Nessa modalidade o contratante tem a sua indenização totalmente garantida em casos de acidentes, furto e roubo, danos à terceiros e até mesmo à passageiros.

E saiba que a contratação do seguro de carros também poderá ser personalizada, tudo vai depender da seguradora escolhida e o que eles oferecem, depois é só fazer a apólice e o contrato.

Assim poderá ter o seu carro segurado, e dentro do seu orçamento, em conformidade com as suas necessidades.

Quem realiza a contratação de um seguro para carros efetua o pagamento de um valor já pré-definido por ano ou por mês, tudo vai de acordo com a negociação feita com a seguradora.

E caso o segurado precise em casos de necessidade receberá então uma cobertura parcial, ou uma cobertura total, ambas já pré-definidas também.

Como funciona o seguro de carros?

Como já mencionado anteriormente um seguro de carros é um serviço que você contrata com a finalidade de proteger o seu bem, no caso o seu automóvel em situações de risco totalmente inesperadas, e claro indesejadas.

A contratação pode ser realizada direto com uma seguradora, ou se preferir pode procurar por um corretor de seguros, que poderá lhe ajudar a escolher uma cobertura mais adequada pra você.

E para você contratante vale lembrar que o contrato do seguro só começa a valer depois do pagamento do prêmio total, ou seja, da primeira parcela do contrato. Só após esse pagamento a empresa seguradora se compromete então a segurar seu veículo caso ocorra algum sinistro.

Promovendo assim o pagamento das indenizações em casos como a perda parcial ou total do veículo após o pagamento da franquia, sempre em conformidade com o que foi firmado na apólice do contrato.

Onde a mesma deve listar claramente todas as regras e também os sinistros da cobertura contratada. Por isso é importante ler atentamente e saber do que se trata cada uma das cláusulas antes de assinar o contrato.

Como funciona a franquia do seguro de carros?

Quando uma pessoa efetua a contratação de um seguro para o seu carro, já na apólice do seguro fica acordado que a empresa seguradora irá se responsabilizar em arcar somente com uma parte dos danos caso haja sinistro de perda parcial. E no caso de sinistro por perda total a seguradora tem de arcar com tudo.

Então no caso do automóvel sofrer por acaso um dano de perda parcial, e o proprietário resolver acionar o sinistro para enfim poder reparar os danos sofridos, a seguradora responsável irá então arcar somente com um valor parcial. E o restante do valor fica por conta do segurado.

Saiba que esse valor que é cobrado do segurado do veículo chama-se franquia, e a mesma sempre deve ser firmada na contratação do serviço, constando claramente essas informações na apólice.

Existem praticamente 3 diferentes tipos de franquias, onde a escolha do seu tipo pode influenciar totalmente no valor final do prêmio. Segue os tipos:

  • Franquia reduzida;
  • Franquia normal;
  • Franquia majora.

Como funciona a contratação do seguro para carros?

Se você ainda não possui seguro pro seu veículo, saiba que antes de fazer qualquer tipo de contratação desse tipo de serviço é muito importante que pesquise bastante.

Pois é necessário analisar em primeiro lugar quais são as suas reais necessidades de níveis de proteção, precisa saber também quais as coberturas são essenciais e não podem faltar no seguro de carros. Depois basta iniciar com as cotações.

A simulação para um seguro de automóveis funciona basicamente como um orçamento, feito pelas corretoras de seguros, ou corretores.

Onde nela todos os riscos do condutor poder se envolver em algum tipo de acidente, ou tiver algum problema com o seu veículo são levados em consideração e calculados.

Essas informações sobre o proprietário do veículo são extremamente importantes, pois saiba que o seguro auto trata-se de um serviço onde seu preço varia sempre com o perfil da pessoa que contratará o seguro.

Por isso fazer diversas simulações e cotações com as seguradoras e corretores é bastante importante, dessa maneira estará aumentando suas possibilidades de conseguir segurar seu carro, e com as coberturas que necessita por preços mais acessíveis.

O que é a vistoria prévia do veículo?

No ato de fazer a contratação de um seguro automotivo, com toda certeza que a empresa escolhida por você irá fazer um vistoria prévia no seu carro, tendo como objetivo fazer uma verificação completa do estado dele.

Essa vistoria servirá também para a seguradora saber todas as características mencionadas no contrato.

Então se deseja evitar qualquer tipo de problema futuro, informe sempre todo o histórico do automóvel, relate tudo mesmo, como por exemplo: informe se o mesmo já sofreu acidentes e batidas, se o carro já teve o chassi ou o motor trocado, entre outros.

Pois se os dados informados não estiverem em conformidade durante a vistoria, nesse caso a empresa seguradora pode até mesmo opor-se em fazer a cobertura do carro.

Quais são os tipos de coberturas de seguro de carros?

Agora que já está mais inteirado sobre o assunto, vale saber também quais são os tipos de coberturas existentes:

  • Seguro contra roubo e furto;
  • Cobertura de danos à terceiros;
  • Acidentes de trânsito com passageiros;
  • Seguro de acessórios.

Quais são os tipos de coberturas para pessoas no seguro auto?

Caso não saiba existem também coberturas que não protegem o seu automóvel, e sim as pessoas, uma dessas coberturas é a APP (Acidentes Pessoais de Passageiros). E tem como principal objetivo fazer a proteção dos passageiros caso venha ocorrer algum acidente.

E com o valor que é liberado pela cobertura é possível arcar com despesas hospitalares, se essa for a situação, indenização por morte ou invalidez.

Uma outra cobertura que oferece para seus usuários uma camada de proteção a mais, digamos assim, é a de terceiros, conhecida como Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos.

A RCF-V (Seguro de Responsabilidade Civil), fica responsável por fazer a cobertura de danos materiais, morais e físicos que foram provocados a outras pessoas em situações de acidentes de trânsito.

Assim sendo, o segurado não tem a obrigação de arcar com despesas de outra pessoa, esse é um papel da seguradora responsável.

E já que estamos falando sobre RCF-V, não podemos deixar de mencionar que nem todas as pessoas são consideradas terceiras (os), ficam exclusos desse grupo os familiares do segurado.

Então caso ocorra algum sinistro com o seu veículo, e o carro de uma pessoa da família, a seguradora não se responsabilizará e não irá arcar com os prejuízos.

Como saber o valor do seguro de um veículo?

Agora que já sabe mais sobre como funciona o seguro de carros, é muito importante que entenda quais são os fatores que irão determinar o valor do mesmo, alguns fatores podem deixar o serviço mais caro ou até mesmo mais barato. As corretoras de seguros e corretores fazem uma análise onde uma série de questões é envolvida.

Isso serve pra eles entenderem quais são os hábitos do motorista e então criarem um perfil, e também saber quais são as condições atuais do carro.

Seja verdadeiro em suas respostas, e não omita informações, segue abaixo alguns fatores que são analisados para definir o valor do seguro de um carro:

  • Idade dos motoristas;
  • Possui garagem em casa e no local de trabalho;
  • Taxas de roubos e furtos na região do contratante;
  • Tipo, ano, marca e modelo de veículo;
  • Histórico completo do motorista;
  • Gênero e estado civil do condutor.

Uma dica muito importante e que pode ajudar a baixar o valor do seguro na hora de contratar o serviço é possuir um rastreador veicular instalado, geralmente se consegue um bom desconto quando se tem esse componente de segurança.

Mas também é possível adquirir um na hora de fechar o contrato.

O que cobre o seguro de automóveis:

Saber mais sobre coberturas é essencial, as mesmas mostram quais são os tipos de proteção que seu carro terá, como o mesmo será coberto, e custos indenizatórios pra cada sinistro.

Basicamente existem 2 tipos de cobertura, que são as básicas e as adicionais. Praticamente toda seguradora oferece a cobertura básica que comtemplam:

  • Roubo;
  • Furto;
  • Incêndio;
  • Colisões;
  • Danos que foram provocados por alagamentos;
  • Danos providos de causas naturais, como por exemplo raios e chuvas de granizo.

E a cobertura adicional pode variar de uma empresa seguradora pra outra, e também podem ser contratadas no formato avulso e em pacotes, estão inclusão na mesma:

  • Proteção pros equipamentos de mídia do carro como kit multimídia, tv, toca cd, rádio entre outros;
  • Direito à carro reserva;
  • Assistência 24 horas todos os dias incluindo serviços como guincho;
  • Proteção para blindagem automotiva;
  • Seguros para danos em geral como lanternas, faróis, retrovisores e vidros;
  • Carta Verde: proteção do carro fora do seu país de origem (fora do Brasil);
  • Maior extensão de perímetro da área geográfica da cobertura.

E não podemos em hipótese alguma deixar de mencionar que o automóvel só estará mesmo protegido contra todos os sinistros que estão na lista de cobertura que foi contratada, justamente por esse motivo saber como funciona o seguro de carros é essencial.

Outro detalhe, serviços de assistência 24 horas não são sinistros, isso significa que você não tem a obrigação de pagar a franquia.

Quantas vezes posso acionar o seguro?

Saiba que poderá acionar o seu seguro quantas vezes quiser, pois não existem limites da cobertura em casos de perdas parciais, como por exemplos reparos, consertos, e tudo mais o que se refere à reparos em geral.

O que é necessário para acionar o seguro auto?

Para fazer o acionamento de seu seguro junto a empresa contratada, basta se identificar com documentos pessoais, CNH, RG ou CPF, ou então informar diretamente o número de sua apólice que geralmente vem impressa no cartão do segurado.

Mas vale ressaltar que em casos de acidentes o correto é registrar um B.O. (Boletim e ocorrência), onde o mesmo será solicitado depois para que a seguradora realizar a cobertura de danos.

Onde contratar um seguro de autos?

Hoje em dia você pode fazer um seguro pro seu auto até mesmo sem sair de casa, fazendo tudo pela internet, é só pesquisar por seguros de carros online, garantimos que opções não faltaram.

Conseguirá fazer simulações usando calculadoras que os sites oferecem e mais. E você também pode procurar em sua cidade uma empresa de seguros ou um corretor e realizar a contratação do serviço.

Como fazer a renovação do seguro?

Fique tranquilo, pois para fazer a renovação de sua apólice de seguro é muito simples, saiba que 100% das seguradoras já entram em contato com seus clientes segurados informando sobre a data de vencimento do mesmo.

E dessa forma eles acabam oferecendo a renovação. Mas caso deseje mudar de empresa segurada isso ficará à seu critério.

Como funciona o cancelamento do seguro?

O seu seguro pode ser cancelado a qualquer momento caso o segurado queira fazer isso, ou então em situações onde o bem foi vendido para outra pessoa.

Mas esse cancelamento também pode partir da seguradora caso o contratante do serviço deixe de pagar as parcelas. Mas antes de realizar qualquer cancelamento leia atentamente a apólice do seu seguro.

Como escolher um bom seguro de autos?

Indiferente se for comprar um carro zero ou usado, ou até um seminovo, o mais recomendado é realizar muitas pesquisas antes de fazer a escolha da seguradora, e qual será também o tipo de seguro que mais se adequa as suas necessidades.

Então sem preguiça, e se quiser economizar dinheiro, trate de realizar muitas cotações e também verificar sempre a credibilidade dessas empresas de seguro no mercado.

Verifique principalmente se são conveniadas a Superintendência de Seguros Privados (Susep), analise os tipos de coberturas oferecidas por cada uma das empresas e só contrate o necessário. Veja também quais são as regras e critérios para seguros de carros para deixar sua contratação mais simplificada.