Saiba Qual é a Função das Velas de Ignição no Veículo

Entenda o que é, e qual é a função das velas de ignição no motor de um veículo. Saiba qual é a sua importância, durabilidade, sinais que podem indicar problemas na peça. Quando fazer a troca e muito mais.

para que serve as velas de ignição no veículo

Por ser uma peça simples, e com um custo de troca não tão alto na grande maioria dos modelos de carros, as velas de ignição muitas vezes ficam esquecidas pela grande maioria dos proprietários e motoristas. Mas na verdade são peças essenciais para o bom funcionamento do motor. Mas será que você sabe qual é a função das velas de ignição no veículo?

As velas se encaixam na cabeça dos cilindros, e são responsáveis por produzir a centelha (faísca),  que então irá causar a explosão da chamada mistura ar/combustível, fazendo com que o pistão se movimente e o motor do carro funcione.


Sendo assim as velas de ignição são peças mais que essenciais para que o propulsor funcione corretamente, podendo ser ele carburado, ou com injeção eletrônica, que hoje em dia é a grande maioria.

Por isso é importante cuidar desse componente e procurar manter o mesmo sempre em boas condições de uso, pois caso a peça estiver com problemas o veículo te dará sinais como o enfraquecimento do motor, até mesmo o aumento no consumo de combustível.

Então fique conosco até o fim dessa leitura e saiba tudo sobre qual é a função das velas no motor do carro, quando trocar, quantos km dura, sinais de problemas e mais.


O que é uma vela de ignição?

Velas de ignição são dispositivos elétricos, que se encaixam as cabeças dos cilindros do motor à combustão internamente e incendeia a mistura de ar/combustível que está por sua vez comprimida através de uma faísca (centelha) elétrica.

As velas por sua vez contêm um eletrodo isolado na parte central, onde o mesmo se conecta via um cabo que é blindado, a uma bobina que é externa e que está ligada ao distribuidor, conseguindo formar juntamente com um terminal que é aterrado na base da vela de ignição uma folga dentro do cilindro do motor do carro.

Caso não saiba existem diversos tipos de velas de ignição, onde as mesmas podem variar conforme o seu fabricante e modelo do veículo, nos carros que são carburados a vela de ignição convencional é a que é usada.

Enquanto nos automóveis com sistema de injeção eletrônica, são usadas velas resistivas. Também existem as velas de competição para carros onde o motor necessita de uma melhor performance, como por exemplo carros de corrida ou de competição de arrancadas.

Qual é a função das velas de ignição no veículo?

Velas de ignição são peças bastante simples, porem muito importantes para o bom funcionamento do motor do carro, elas são os componentes responsáveis por gerar a fagulha (faísca), e assim fazer a queima do combustível dentro do motor. Movimentando assim continuamente os pistões.

Como acabou de ler, o funcionamento das velas de ignição no motor do carro é simples de entender, mas se você não tomar cuidado saiba que velas com problemas podem comprometer o desempenho do motor, o que causará um acúmulo de resíduos dentro da câmara de combustão, que acarretará em uma maior emissão de gases poluentes através do sistema de escapamento.

Sem falar no consumo de combustível que aumentará. Problemas como desgastes nas bobinas e no catalisador também são comuns nesses casos, entre outros que citaremos.

Quantos quilômetros duram as velas de ignição?

Geralmente as velas do carro são substituídas a cada 50 ou 60 mil quilômetros rodados conforme normalmente é indicado no manual do proprietário, mas isso não significa que elas irão durar tudo isso, pois se ocorrer algum problema com elas é claro que precisaram ser trocadas.

Por isso o recomendado é fazer uma verificação e uma revisão nesse componente a cada 10 mil quilômetros.

Sinais que indicam que as velas vão dar problema:

Agora que já sabe o que é uma vela de ignição, o que ela faz, para que serve e como funciona, é importante que saiba quais são os principais sinais que podem indicar que elas irão dar algum tipo de problema.

Confira quais são eles:

  • Dificuldades na hora de dar a partida;
  • Carro engasgando ao acelerar;
  • Perda do desempenho;
  • Aumento no consumo de combustível;
  • Fumaça de cor escura saindo do escapamento;
  • Marcha lenta do veículo desregulada ou irregular.

Quando trocar as velas de um veículo?

Como já mencionado as velas devem ser trocadas a cada 50 ou 60 mil quilômetros, ou conforme orientação do fabricante, mas é importante salientar que as mesmas devem ser revidas a cada 10 mil quilômetros rodados, ou então a cada 12 meses juntamente com as revisões do veículo.

E para realmente saber se elas precisam ser mesmo substituídas é necessário verificar se não existem trincos nela, se o espaço dos eletrodos está ok entre outros.

Também é importante verificar a coloração das velas, se elas estiverem meia amarelas, cinza ou então marrom, significa que está na hora da troca e sua vida útil já era. Busque por algum tipo de carbonização no componente, podendo ser ela oleosa ou seca, esse é outro indício.

Não deixe de verificar os cabos em busca de possíveis partes ressecadas ou com rachaduras. Normalmente quando se substitui as velas é recomendado também trocar os cabos de velas, pois eles sofrem muito com as altas temperaturas do motor.

E se acredita que a vela está superaquecendo, é bom verificar a ponta do isolador, veja se ela está esbranquiçada ou então com pequenos pontos pretos na sua superfície.

E verifique também a rosca da vela, e caso a mesma estiver avariada quer dizer que provavelmente existe algum excesso de torque por parte do montador ou mecânico responsável quando a peça foi colocada em seu lugar. E jamais esqueça de ver o isolador cerâmico, se conter trincas nele significa hora da troca.

Quanto custa a vela de um veículo?

O preço de uma vela não é um componente tão caro, podendo variar de preço conforme o tipo de vela, seu material, se o veículo é carburado ou com injeção eletrônica e também da sua marca.

As marcas Bosch e NGK são as mais recomendadas. E não podemos deixar de mencionar que foi a Bosch que inventou a vela de ignição no ano de 1.902, e os materiais mais comuns utilizados em sua fabricação são o irídio, a prata e o cobre.

Fazer a limpeza das velas é recomendado?

Muitos dizem que fazer a limpeza desse componente não é recomendado, mas a limpeza dessa peça pode e deve ser feita, mas antes de fazer é importante verificar se existe algum excesso de combustível na peça, ver se o carro está no ponto correto, e se existe alguma queima de óleo do motor. Pois saiba que isso também é um indicador de possíveis defeitos.

Andar com as velas e cabos com problemas podem trazer problemas para o veículo?

Não tenha dúvidas disso, a bobina de ignição será a peça danificada nesse caso, mas que por sua vez possivelmente trará outros problemas, como por exemplo o motor ficará falhando e assim acabará forçando o sistema de embreagem que se desgastará mais rapidamente, e com isso a trepidação causada pelo desgaste da embreagem acarretará problemas no coxim do motor.

Então, caso substituir somente as velas, as mesmas podem desgastar mais rapidamente os cabos de velas, diminuindo assim a sua vida útil. Por esse motivo recomenda-se fazer a troca desses componentes em conjunto.