Como Escolher o Primeiro Carro? Dicas Fundamentais

Confira as melhores dicas de como escolher o seu primeiro automóvel. Custo benefício. Zero, usado ou seminovo? Onde fazer a compra, e erros que devem ser evitados.

como fazer a escolha do primeiro carro

Seja por pura necessidade, ou então para conquistar a sua tão sonhada liberdade de se movimentar por aí quando quiser e que horas desejar, saiba que isso só é possível adquirindo um automóvel próprio. Mas será que você sabe como escolher o primeiro carro?

Muitos pontos precisam ser analisados antes dessa compra que é tão importante, e que em nossa sincera opinião a melhor escolha sempre é aquela que cabe dentro de seu orçamento e atenda as suas necessidades. Pois essa escolha na grande maioria das vezes trata-se de um planejamento que começou a anos atrás com uma poupança por exemplo.


Por isso, concentre-se em encontrar modelos de carros que tenham relativamente um baixo custo de aquisição, onde são equipados com motores que consomem menos combustível, e com um custo reduzido de manutenção, impostos, seguro entre outros.

Então como sabe, o nosso único objetivo aqui é ajudar você, então preparamos um guia completo com as melhores dicas de como escolher o seu primeiro carro, fazendo uma compra muito mais segura e certeira.

Melhor custo benefício:

Quando for comprar o seu primeiro carro, leve em conta o seu custo benefício, sempre de atenção ao seu estado de conservação ao invés de ficar olhando somente a sua cor ou os bancos e acessórios legais que eles possam ter.


De valor ao que realmente interessa como o coração do carro que é o seu motor. E acreditamos que como você não entende nada de mecânica por ser o seu primeiro automóvel que vai comprar. Então, nesse casso é imprescindível que consulte algumas pessoas de confiança para te orientar.

Pois saiba que fazer a compra de um carro somente porque ele é atraente, sem apresentar nenhum defeito visualmente poderá te trazer problemas futuros quando as falhas mecânicas começarem a surgir.

Por esse motivo, antes de fechar qualquer negócio realize muitas pesquisas, faça perguntas sobre o veículo que está sendo comprado por você. E jamais se esqueça de fazer uma análise completa de quais são as suas reais necessidades e se o veículo te atende.

Melhores dicas de como escolher o primeiro carro:

Agora que já sabe alguns detalhes importantes que devem ser levados em consideração na hora de comprar seu primeiro automóvel, preparamos para você um checklist completo repleto de dicas que irão te ajudar ainda mais na sua decisão e escolha, confira:

Orçamento e modalidade de compra:

Antes de comprar seu primeiro carro é necessário elaborar um orçamento estipulando qual é o valor máximo que está disposto a pagar por ele, e fazer assim uma comparação com suas reservas financeiras.

E também é nessa hora que deve se questionar o quanto pode pagar de entrada e se realmente pode encarar parcelas mensais e qual o seu valor.

Ao responder esse questionamento feito a si mesmo você já irá saber se pode comprar o carro pagando a vista ou parcelado através de um financiamento.

E se no caso o financiamento for a sua única opção então tenha muita atenção, pois quanto mais parcelas mais caro sairá o veículo no seu preço final.

Mas se pretende fugir do financiamento, e não tem tanta urgência assim em pegar o carro logo, poderá então participar de um consórcio, onde as taxas de juros são bem menores. Sem falar que essa é uma excelente forma de estar economizando também.

Modelo do carro:

Como sabe, hoje em dia os modelos de carros são tantos que realmente escolher um não é tarefa fácil, principalmente um modelo que atenda o perfil de cada consumidor.

Então nesse caso a nossa dica é pra que deixe de lado o design e faça a sua escolha pelas funcionalidades que o modelo oferece.

Por esse motivo, é essencial fazer uma análise por categorias para você definir qual é a que te interessa e te atenda. Você poderá optar por um modelo sedan, hatch, picape, SUV, entre outros. Em seguida avalie bem o valor, qual a potência dos motores e também o consumo de combustível de todos eles.

Fazendo isso já deixe separado em sua mente mais ou menos uns 3 ou 4 modelos para comprar, dessa forma já poderá iniciar a comparação de preços, fazer pesquisas e cotações, avaliar propostas, e enfim tomar a decisão se irá adquirir um carro usado, novo, ou seminovo.

E jamais esqueça de analisar também qual é o tamanho do veículo que deseja, pois saiba que consumidores que acabaram de tirar a sua primeira CNH geralmente ainda tem medo de dirigir e de estacionar em vagas de estacionamento. Se esse for o seu caso recomendamos que escolha um modelo que seja mais compacto.

Manutenção do veículo:

Saiba logo que possuir um carro também envolverá custos e despesas que irão além é claro do que somente o valor da compra do mesmo, mesmo que essas despesas estejam relacionadas a forma como se usa o veículo, ou se ele é zero, seminovo ou usado.

Entenda que existem modelos que realmente não serão condizentes com a sua situação financeira, pois eles tem um custo mais caro com a manutenção.

Como por exemplo: carros potentes e grandes e pesados, carros híbridos, modelos que já saíram de linha, que não possuem itens básicos, ou então são importados que acabaram de chegar ao país.

Consumo de combustível:

Como sabe o preço do combustível anda nas alturas e isso acaba pesando no bolso de qualquer proprietário de carro, ainda mais se o automóvel é utilizado diariamente para o trabalho e se realiza viagens frequentes.

Mas hoje em dia também contamos com motores que são mais eficazes e com novas tecnologias. Por esse motivo leve em consideração optar por um modelo econômico as escolher seu primeiro carro para comprar.

Impostos:

De forma alguma você deve se esquecer dos impostos anuais que todo veículo tem de pagar, como o IPVA que é o Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores. Onde a taxa do mesmo é calculada conforme a tabela do DETRAN, e que é disponibilizada anualmente.

Além do IPVA você também deve pagar o licenciamento anual do veículo para ter o direito de trafegar tranquilamente, e o valor do licenciamento é diferente de um estado para outro.

Seguro veicular:

Como está comprando seu primeiro carro é importante que faça um seguro, estatísticas comprovam que pessoas que dirigem à pouco tempo costumam cometer alguns deslizes no trânsito. E caso o veículo não esteja assegurado os gastos caso se envolva em algum acidente pode ser bem alto.

Mas fique sabendo desde já que o valor do seguro automotivo não é fixo, o mesmo pode variar conforme o perfil do condutor, do modelo do veículo entre outros pontos. Por esse motivo é necessário também fazer cotações sobre quanto eles custam quando estiver escolhendo.

Test Drive:

Jamais em hipótese alguma compre um carro sem antes fazer um test drive, indiferente se está adquirindo um modelo novo, seminovo ou usado, isso faz-se necessário pois você pode não gostar e não querer mais aquele modelo que pretendia comprar e talvez acreditasse que seria o melhor pra você e suas necessidades. Sem falar que ao fazer o test drive poderá avaliar muito melhor o carro.

Equipamentos:

Equipamentos são importantes e necessários, principalmente os relacionados a segurança, itens como 02 airbags frontais e freios ABS são obrigatórios por lei desde 2014. Então, não deixe de levar isso em consideração.

Componentes relacionados a corfortabilidade até podem não ser tão essenciais assim, mas sejamos sinceros quem não gosta de vidros elétricos, ar condicionado, direção hidráulica entre outros opcionais.

Caso opte pela compra de um carro com mais opcionais de preferência aos modelos que já venham de fábrica com os opcionais inclusos. Mas fique ciente que isso terá um custo um pouco maior.

Erros que devem ser evitados na escolha do primeiro carro:

Mesmo que você faça muitas pesquisas e cotações e siga nossas dicas, saiba que existem erros que devem ser evitados quando for fazer a escolha do seu primeiro carro.

Saiba quais são os principais e mais comuns entre os compradores iniciantes:

  • Fugir de seu orçamento próprio;
  • Deixar que sua ansiedade tome conta;
  • Ficar atento para não cair nas pegadinhas e armadilhas do mercado;
  • Não fazer o test drive antes da compra;
  • Desconsiderar gastos futuros extras;
  • Não levar em consideração qual é a real finalidade do veículo;
  • Não fazer pesquisas sobre o modelo e a marca desejada;
  • Não fazer um seguro;
  • Encher o veículo de acessórios desnecessários depois da compra.