Como Funciona Um Alternador de Carro? Guia Simplificado

Saiba o que é, quais são os componentes e como funciona o alternador de carro. Conheça os tipos, sua importância, qual é a sua função, para que serve o regulador de voltagem do alternador. Saiba qual é a função da correia. Principais defeitos e causas, manutenção e mais.

como um alternador de carro funciona

Quer saber como funciona um alternador de carro? Saiba que essa peça juntamente com a bateria é essencial para o bom funcionamento de toda a parte elétrica do veículo que por sua vez necessitam da eletricidade para poder funcionar corretamente e serem devidamente alimentadas.

Acessórios como por exemplo o sistema de som, o motor de partida, as lâmpadas dos faróis, entre muitos outros. O bom funcionamento desses acessórios só é possível devido a existência do alternador. Pois o mesmo não só mantêm esses acessórios funcionando, mas também tem como função gerar energia para carregar a bateria do carro.


Então, para você saber exatamente como funciona o alternador de um veículo, o que ele é, para que ele serve, preparamos esse conteúdo completo para tirar todas as suas dúvidas sobre essa essencial e importante peça do automóvel. Por isso, fique conosco até o fim do texto e tenha todas as dúvidas respondidas.

O que é o alternador de um carro?

O alternador de um carro é a peça que tem a responsabilidade de fazer a conversão da energia mecânica, que por sua vez é gerada pelo movimento do motor em energia elétrica.

Onde a mesma irá servir para alimentar todos os componentes e acessórios eletrônicos do automóvel, e também tem a função de recarregar a bateria.


Componentes e partes do alternador:

O alternador de um veículo é um sistema bastante inteligente e interessante também, o mesmo fica ligado ao motor através de uma correia, fazendo a interligação entre os dois garantindo dessa forma todo o aproveitamento e a conversão da energia.

A peça é composta pelas seguintes partes:

  • Carcaça: a carcaça nada mais é que a estrutura de proteção externa da peça e que possui aberturas para que a mesma seja refrigerada;
  • Polia: a polia é montada juntamente ao eixo do rotor fazendo girar a correia de distribuição utilizando a rotação do motor do veículo;
  • Rotor: o rotor é a bobina em um eixo feito de aço e que contem polos com garras e anéis coletores feitos de fio de cobre;
  • Estator: o estator é a estrutura circular que por sua vez reveste uma bobina para a indução da corrente elétrica;
  • Placa de diodo: a placa de diodo tem o objetivo de transformar a corrente alternada que é gerada nas bobinas para a corrente contínua;
  • Regulador de tensão: o regulador de tensão é o componente responsável em ajustar a voltagem variável obtida nas placas de diodo para a tensão de trabalho que é usada no carro.

Tipos de alternadores:

Agora que já conhece quais são as partes de um alternador automotivo, saiba que existem dois tipos diferentes desse componente, mesmo com o avanço da tecnologia e da engenharia mecânica, os mesmos apresentam características muito semelhantes ao 1º modelo mostrado pela Bosch, isso lá no ano de 1913.

Onde seus tipos são:

Garra:

Os alternadores do tipo garra recebem esse nome devido ao formato estético dos polos de seu rotor. Sendo assim, eles são modelos considerados mais tradicionais e comuns.

Compactos:

Os alternadores do tipo compacto são componentes mais modernos, onde o mesmo foi redimensionado, possuindo um menor tamanho e também é mais leve. E com isso oferece mais velocidade de rotação se comparado a modelo citado anteriormente.

Como funciona um alternador de carro?

O alternado funciona juntamente com o motor principal do veículo através da correia Poli-V, gerando a energia mecânica passando a mesma para o alternador.

Ao mesmo tempo então a bateria do veículo envia por sua vez a energia para o alternador, para que o mesmo alimente a bobina através de anéis condutores, criando assim um campo magnético com o polo sul e com o polo norte nas garras que ficam envolvidas com a bobina.

Dessa forma, toda a energia que é gerada pelo alternador através da polia, gira então o rotor através do eletromagnetismo transformando assim a energia mecânica em energia elétrica, isso em forma de corrente alternada.

O estator então passa essa energia elétrica para a placa de diodo transformando assim a corrente alternada em corrente contínua. A mesma quando chega no regulador de tensão, onde a tensão que é gerada pelo alternador é limitada entre 13,6v a 14,8v.

Depois desse processo o alternador então consegue fazer o carregamento da bateria do automóvel e consequentemente alimentar todos os componentes elétricos que o carro possui.

Qual é a função do alternador de um carro?

Toda vez que acionamos a ignição do automóvel, saiba que é a bateria que irá nesse momento fornecer energia para o motor de partida, onde a mesma também é responsável por alimentar muitos componentes eletrônicos como por exemplo as lâmpadas usadas no faróis, os limpadores de para-brisa, a injeção eletrônica entre muito outros.

E como isso acaba gerando uma grande demanda, a bateria sozinha não seria capaz de dar conta e a sua carga de energia se esgotaria de forma rápida.

Assim sendo, a conversão da energia que é feita no alternador serve exatamente para poder conseguir atender toda essa demanda, e ainda recarregar a bateria do carro quando ele estiver em movimento.

Sem falar que isso irá assegurar uma carga suficiente para fazer o acionamento do motor de partida toda vez que o veículo precisar ser ligado.

Quais são os defeitos mais comuns do alternador de um veículo?

Agora que já sabe como funciona um alternador de carro também é importante saber quais são os principais defeitos que a peça pode apresentar.

Como o componente tem envolvimento direto com peças mecânicas e também elétricas, onde as mesmas trabalham diretamente quando o veículo está em movimento, tenha em mente que o seu desgaste é praticamente inevitável.

Normalmente quando existe algum defeito no alternador, nesse caso a bateria poderá ficar sem sua carga completa, sem falar que também será bem mais exigida durante o uso do carro.

Justamente por isso em alguns casos de bateria sem carga ou arriada pode ser causado pelo alternador que pode estar com algum defeito. Onde a falta da energia para fazer a alimentação dos componentes elétricos do carro poderão causar danos em alguns sistemas.

E entre os defeitos mais comuns no alternador podemos citar os seguintes:

  • Regulador de voltagem com algum defeito;
  • Rolamentos com desgastes;
  • Correia do alternador rompida ou até mesmo frouxa;
  • Possíveis problemas no estator;
  • Escovas do rotor desgastadas;
  • Possível defeitos na mesa retificadora;
  • Demanda excessiva do componente.

Principais causas de defeito no alternador de um carro:

Agora que já sabe quais são os principais defeitos que a peça pode apresentar, saiba que existem inúmeras questões que podem ocasionar os defeitos na peça.

Como por exemplo:

  • Possível sobrecarga por utilização de equipamentos que consomem muita energia como por exemplo um som automotivo muito potente;
  • Equipamentos e acessórios não originais;
  • Bateria com algum problema;
  • Alternador não específico para aquela marca e modelo de veículo;
  • Correia desajustada;
  • Possível contaminação por algum resíduo externo;
  • Sobreaquecimento por causa de refrigeração insuficiente.