Como Saber Se o Motor do Carro Fundiu? Guia Essencial

Descubra neste texto como saber se o motor do seu automóvel fundiu. Saiba o que é um motor fundido, o que fazer se acontecer, como evitar e mais.

como saber se o motor do automóvel fundiu

Se por acaso você estiver se perguntando: como saber se o motor do carro fundiu? Então provavelmente à algum tempo você já vem negligenciando possíveis indícios que o motor da quando isso está prestes à acontecer. Isso, é claro que pode acontecer de uma hora para outra, mas na grande maioria dos casos o mesmo já te mostrou sinais de possíveis problemas e que simplesmente foi ignorado.

Justamente por esse motivo, e para evitar ter o motor do seu carro fundido, ficar atento aos sinais de que algum problema está ocorrendo é fundamental. Pois essa é a única maneira de evitar um problema mais sério com o coração do seu veículo, sem falar nos gastos para o conserto do mesmo que podem ser muito altos. Em muitos casos só mesmo a substituição do motor por um novo irá resolver o problema.


Então, para saber se o motor do seu automóvel fundiu, ou isso está prestes a acontecer, preparamos esse conteúdo para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto de uma vez por todas. Por isso recomendamos que fique conosco até o fim dessa importante e informativa leitura.

O que é motor do carro fundido?

Motor fundido significa que ele está travado e não consegue mais funcionar, isso se deve pois alguma peça interna ou algum componente tenha sofrido danos ou até mesmo derretido pois o mesmo com toda certeza foi exposto a altas temperaturas, o que acabou resultando em um superaquecimento do motor.

E como sabemos o motor de um carro necessita estar em perfeita sintonia, e com suas peças devidamente nos seus lugares certos e em bom estado para ter um bom funcionamento. Por isso se algumas peças não funcionarem bem, o propulsor também não funcionará.


Tenha em mente que existem inúmeros motivos que podem fazer o motor fundir, mas saiba que todos esses motivos podem ser simplesmente evitados por você se fizer as manutenções em dia corretamente.

Essa com toda certeza é a única forma de evitar ter o motor do carro fundido, sem falar que com isso irá prolongar a vida útil de seu motor mantendo sempre o bom funcionamento do mesmo.

Como saber se o motor do carro fundiu ou está para fundir?

Agora que já sabe o que é um motor fundido, é extremamente importante ficar atento aos sinais que podem indicar que ele já fundiu, ou então que está prestes à fundir. Confira quais são:

Óleo lubrificante do motor:

O óleo lubrificante é o principal responsável por fazer a lubrificação interna das peças do motor, e também ajuda a regular a temperatura do mesmo, por isso evite misturar tipos e marcas de óleo diferentes das recomendadas pelo seu fabricante.

Essa informação você encontra no manual do veículo. Outro ponto importante é nunca rodar com o nível do óleo abaixo do recomendado, pois assim poderá ter problemas com o atrito das peças.

Manchas de óleo no chão:

Ao deixar seu veículo estacionado, podendo ser na sua garagem por exemplo e perceber manchas e marcas de óleo no chão embaixo do motor, saiba que isso significa que existe algum vazamento.

Normalmente vazamentos de óleo acontecem nas arruelas do cárter, no bujão do cárter e também nos retentores de vedação.

Por isso atenção, se existe vazamento o nível de óleo também irá baixar, e mais uma vez poderá ter problemas com atrito entre peças como anéis, pistão, biela, entre outras peças.

Luzes indicadoras no painel:

Alguns indícios de possíveis problemas e defeitos que podem fazer o motor fundir são mostradas ao motorista através das luzes indicadoras no painel.

Falhas e defeitos nas velas de ignição, na tampa de abastecimento de combustível, problemas no catalisador, problemas na injeção eletrônica, possíveis erros na leitura do sensor de oxigênio e do fluxo de ar.

Por isso, fique sempre atento as luzes indicativas que se ascendem no painel do veículo.

Barulhos e ruídos que vem do motor:

Peças que fazem parte do motor do carro poderão começar a emitir ruídos e também barulhos estranhos que não são nada comuns caso o motor estiver prestes a fundir.

E com o passar do tempo se não verificado logo no início esses barulhos só aumentaram. Por isso caso note algum som estranho vindo debaixo do capô, ou do cano do escapamento não hesite em procurar uma oficina mecânica para fazer uma verificação do que pode estar acontecendo.

Sistema de arrefecimento:

O sistema de arrefecimento é o principal responsável por diminuir a temperatura do motor, evitando assim que o mesmo tenha algum problema.

Afinal de contas defeitos e falhas no sistema de resfriamento podem causar um superaquecimento fazendo o motor fundir. Por isso fique sempre atento ao nível da água do reservatório e da água do radiador.

Direção instável:

O motor deve também garantir uma boa dirigibilidade, por isso quando estiver conduzindo o seu veículo e ele começar a engasgar, começar a trepidar, saiba que isso não é nada normal e pode ser algum sinal que ele pode estar fundindo.

Então caso isso estiver acontecendo procure uma oficina mecânica de sua confiança imediatamente para uma verificação e evite problemas maiores.

Fumaça que sai do escapamento:

Muita atenção com a fumaça que sai pelo cano do escapamento, conhecido por muitos motoristas como motor fumando, saiba que a mesma pode indicar que algumas peças e componentes do motor estão necessitando de alguma atenção.

Entenda mais sobre as diferentes cores de fumaça:

  • Fumaça preta: se por ventura seu carro estiver emitindo fumaça de cor preta, isso pode indicar possíveis sensores com problemas, talvez um entupimento da válvula de combustível, problema no filtro do ar, e até mesmo mesmo algum problema mecânico mais sério;
  • Fumaça cinza: se a fumaça que está saindo do seu escape for de cor cinza, isso então pode significar um alto consumo de óleo, possíveis problemas na válvula ou no fluido da transmissão;
  • Fumaça azul: e se por acaso a fumaça que sai do cano do seu escape for de cor azul, isso indica problemas com componentes internos do motor como por exemplo alguma falha na vedação das válvulas, ou então problemas nos anéis do pistão. E até mesmo indicar que a câmara de combustão possa ter sido molhada pelo óleo proveniente de algum vazamento.

Perda da potência do motor:

Veículos com motor fundido, ou que estão prestes a fundir apresentam problemas de perda de potência e também de desempenho. Isso se deve pois as peças e componentes não estão trabalhado como deveriam, assim sendo o propulsor necessita exercer muito mais torque para assim poder realizar suas ações normais básicas.

Com isso o automóvel pode ter sua partida dificultada, e o veículo começar a engasgar.

Mal cheiro e odores dentro da cabine do veículo:

Saiba que não é nada normal sentir mal cheiro ou algum tipo de odor desagradável dentro da cabine do seu carro, isso pode significar óleo queimado ou então cheiro de fumaça.

E infelizmente isso pode significar que seu motor fundiu. Tenha em mente que o cheiro que um motor fundido emite é de grande intensidade, sendo completamente diferente do cheiro emitido pelo catalisador e da fumaça comum quando o motor está em perfeito funcionamento.

Aumento no consumo de combustível:

A alteração no consumo de combustível do veículo se da por possíveis falhas no processamento do combustível pelo motor, principalmente quando está associado a perda da potência.

Isso significa uma ingestão excessiva de combustível, sendo ele um forte indício que o motor fundiu ou está prestes à fundir.

Por isso ao abastecer fique sempre atento com a qualidade do combustível, pois uma alteração desse componente poderá causar problemas futuros no seu propulsor.

Correia dentada:

A correia dentada praticamente é uma peça que dificilmente apresenta algum indício que ela está com algum problema, ou então que está prestes a arrebentar.

E se por ventura isso vier à acontecer ou então que algum dente da mesma pule, saiba que o motor poderá fundir na hora, o que te trará gastos e dores de cabeça.

Por isso faça a troca da correia dentada conforme o manual do seu modelo especifica, geralmente a troca é a cada 50 mil quilômetros, e procure sempre uma oficina especializada para realizar tal manutenção.